3 de dezembro de 2008

Chinese Democracy - produção exagerada e Axl em forma


Vale 15 anos de espera? não. É o novo disco do Guns N´Roses? mais ou menos. Uma coleção de músicas de rock que vale a pena ser ouvido? sim, com certeza.

Essas seriam algumas perguntas e respostas simples para um disco de rock que virou místico. Chinese Democracy, o novo álbum do Guns N´Roses (ou o que "sobrou" dele) foi lançado no final de novembro com a expectativa de 15 anos de espera desde o último trabalho de uma banda que chegou ao topo.

Possivelmente o disco mais esperado da história do rock o trabalho de Axl Rose e companhia tem qualidades, é claro que não vale os 15 anos de espera, disco nenhum valeria, mas a produção do álbum é impecável, muitas vezes até exagerada, com batidas eletrônicas, ruídos e alguns arranjos de cordas desnecessários. Por outro lado Chinese Democracy mostra um excelente trabalho de guitarras e a voz do cantor em excelente forma. Se ele vai conseguir fazer o mesmo ao vivo, só Deus e uma possível turnê mundial poderão responder... mas no disco, em diversos registros, ele manda muito bem.

Os pontos altos de “Chinese Democracy” estão justamente nos momentos onde Axl consegue dosar a modernidade eletrônica e resolve soar como nos áureos anos do Guns: em “I.R.S.”, na balada movida a piano “This I Love” (com direito a gritinho rouco de Axl), e na pop “Prostitute”.

Ao chegar ao fim de “Chinese Democracy” a impressão que se tem é que Axl passou os últimos 15 anos experimentando e costurando novos elementos na sonoridade do Guns N’ Roses para formar uma colcha de retalhos musical. O álbum peca pelo excesso de produção, deixando de lado o hard rock cru que virou marca da banda nas décadas de 80 e 90, mas traz de volta ao cenário musical uma das maiores franquias do rock.

Download do álbum

8 comentários:

Diego disse...

Bom neste album deve ter dado uma "mudada" de genero então ja que ele deixou o hard meio por fora né....só conferirr =D


Abraçosss

Kathy Catheryne disse...

Curti muito teu blog! Amo ROCK!!!!
E sou muito fã de Guns N Roses tbm.,.,. Eu ouvi só um trecho de Chinese, estranhei um pouco, mas gostei.,., Conheci teu blog lá na comu do orkut, então aqui o meu coment - e pode ter ctz q n vai ser o único! Todo dia vou passar aki! Espero tu lá no meu blog! Até!

Kathy Catheryne disse...

LOL! Haha, se o Chuck Norris aprova, quem sou eu p falar alguma coisa???? Muito bom!

Kathy Catheryne disse...

Vlw, já te linkei lá no blog! Até!

beto disse...

Ressalto que o use Your Illusion tem tanta produção quanto o chinese democracy... Inclusive, o Use Your Illusion é , pra mim, uma referência de produção musical. O que destoa no Chinese não é exatamente a produção, e sim, as "arriscadas criativas" do axl. No fim das contas, a faixa que eu mais gostei foi Shackler's Revenge, que quase tange o industrial. Acho que o Axl acertou em inovar, mesmo sabendo que isso desagradaria 99% dos fãs do Gun N' Roses. Ele, como artista, sabe que ficar no passado não satisfaz a expressão artística de ninguém e somente a inovação e quebra de paradigmas permitem alcançar algo mais próximo de verdadeira inspiração. Vale lembrar que, antes de tudo, o álbum é expressão do próprio Axl e que, gostem ou não, tem excelentes composições. Não cabe a ninguém senão ele mesmo dizer se o álbum presta ou não presta. Gosto é outra história...

Falando sobre gosto, afirmo que o Axl é muito pouco sem Slash e cia. E a recíproca é verdadeira. No fim das contas, gostei mais do Axl sem Slash e cia. do que do Velvet Revolver. Como eu disse, gosto é outra história.

Leitura recomendada: qualquer coisa sobre estética ou filosofia da arte.

Fabiano Fusaro disse...

Boa Beto... mas ainda sou amante do hard rock e vc tem razão quanto aos experimentaliasmos de Axl e suas auto composições, afinal de contas, são mais de 20 músicos diferentes durantes os anos de gravação do Chinese Democracy o que descartaria de cara a idéia de "banda". Mas vale... continuo ouvindo e muita coisa me agrada. "Catcher in the Rye, IRS, Street of Dreams e There Was a Time" são grandes canções de um bom disco de rock!!!!!!!!

Guilherme Bandeira disse...

O Mateus comprou o CD, o projeto gráfico ficou foda...sei que deveria falar das músicas, mas isso nem preciso comentar...rs.

Abração!

www.olhaquemaneiro.com.br

FRX disse...

o Chinese Democracy não ficou mto bom no meu ver, acho melhor o guns da década de 90, o album tá mto comercial.