9 de setembro de 2008

Dê uma chance ao Rock Nacional (Fuja do "mais do mesmo")

Algumas vezes me perguntam o que eu acho da música e do rock nacional. Minha resposta é sempre a mesma: O rock, assim como a música nacional é brilhante! faz todos os gêneros, folk, punk, hard core, rock, de forma competente. Agora, não vá procurar isso na mídia! Não será fácil encontrar, mas eles existem. Acontece que o que aparece quase sempre é a mesma coisa, a mesma versão de Charlie Browns e CPM22´s estereotipadas em bandas como NXZero e Strike, por exemplo. Fuja de imitações!

Basta acompanhar eleições como o Video Music Brasil ou o Prêmio Multishow de Música pra entender o que estou falando. São sempre os mesmos, Skank, Jota Quest, Capital Inicial, O Rappa... não estou dizendo que são ruins, estou falando apenas que a mídia só serve a eles. Na minha modesta opinião, o que me chama a atenção nesses prêmios são as categorias Revelação, que sempre aparece alguém bom, como foi o caso de Vanguart e Mallu Magalhães nesse ano (recomendo).

Pra entender ainda mais o que estou querendo dizer basta ver quem ganhou a categoria de "Melhor Cantor" do Multishow, entre indicados como Samuel Rosa, Rogério Flausino e Caetano Veloso, quem levou a melhor foi o Diego Ferrero... é, eu sei, eu também não sabia quem era. É o vocalista do NXZero!!!!!! (Pasme) Nada contra a banda, apesar de não gostar de nada, mas, já tentou ouvir esse garoto cantando ao vivo??? Porque, em estúdio, até a Xuxa canta! Enfim...

Sendo assim, não desanime do rock nacional, faça apenas uma justa seleção e fuja de rádios e MTV para descobrir novos valores, muita coisa boa de muito estilo diferente busca seu espaço no mercado, Matanza, Vanguart, Martiataka, Ludov, Madame Machado, Malu Magalhães, Moptop, Baia, Stellabella, entre outros são artistas capazes de defender as cores de Raul Seixas, Mutantes, Secos e Molhados, RPM, IRA!, Ultraje entre tantos, totalmente diferentes entre si, cada um do seu jeito, cada um com seu som, gostando ou não vale a pena dar uma chance.

6 comentários:

Jonatas Fróes disse...

Tem muita coisa boa no cenário nacional mesmo, mas as grandes gravadoras dominam a mídia e elas ficam sem espaço. Pra ouvir essas bandas boas que ninguem nunca ouve falar, só indo nas casas noturnas rock alternativas que abrem espaço, ou explorando sites como MySpace e Trama Virtual.

Esses dias mesmo, fiquei impressionado com um show da banda Mombojó. Eles são incríveis ao vivo, e fazem um som mistureba que nossa... Mó viajado! xD

[]'s

Musikaholic

Jonatas Fróes disse...

Respondendo seu comentário:

Claro, vou linkar você lá, em blogs amigos. Gosto muito dos blogs de música ;)

[]'s

Musikaholic

Nath disse...

Concordo totalmente com tudo que vc disse.
São sempre as mesmas bandas na mídia... chega a ser entediante.

Quer uma xícara de chá? disse...

Eu gosto do Moptop, Luxuria também é legal, faz um ritmo bacana. Concordo com você quando acusa essas novas bandas de serem apenas cópias de seus antecessores, é tudo muito parecido, o que me faz fugir das bandas nacionais apesar de não ser um problema somente com o rock brasilieiro. Quando me perguntam se eu curto alguma banda nacional a minha lista não é muito vasta, conta mesmo com o moptop, luxuria, rock rocket, e Fresno (apesar de o Lucas, o vocalista, não cantar bem e a banda também faz umas musiquinhas bem adolescentees).

Prof. Vaz disse...

[...] saudades do rock dos anos 80 [...]

beto disse...

Alguém consegue explicar como a Mallu faz? Eu não consigo resistir... É o carisma em forma de voz e música!